Previous Page  8 / 114 Next Page
Information
Show Menu
Previous Page 8 / 114 Next Page
Page Background

O Transtorno obsessivo-compulsivo é uma doença psiquiátrica, relativamente

comum, com uma prevalência de cerca de 2%. Clinicamente manifesta-se na

forma de pensamentos obsessivos, com início entre a infância e a idade adulta.

Há alta comorbidade com depressão, mas também com ansiedade e

transtornos de personalidade. Os doentes com distúrbio obsessivo-compulsivo

tem um desequilíbrio de condução das vias córtico-tálamo-corticais, com uma

ausência resultante de inibição. Há desregulação dos sistemas serotoninérgico

e dopaminérgico. Estes pressupostos são baseados no efeito positivo

conhecido do inibidor seletivo da recaptação da serotonina (ISRS), da cloridrato

de clomipramina, e de alguns neurolépticos. Além destas abordagens de

tratamento farmacológico, a eficácia terapêutica pode ser alcançada com a

terapia cognitivo comportamental. Embora 70% a 80% dos pacientes com

transtorno obsessivo-compulsivo respondem bem à terapia cognitivo