Previous Page  16 / 33 Next Page
Information
Show Menu
Previous Page 16 / 33 Next Page
Page Background

aqueles com psoríase gotada ou pustulosa, psoríase localizada no couro cabeludo, face ou restrito a cotovelos e joelhos; pacientes

em tratamentos sistêmicos ou terapia ultravioleta nas últimas 10 semanas e com terapia concomitante de cálcio ou mais de 400UI

de vitamina D diariamente. Após duas semanas sem tratamento os pacientes foram randomizados para o uso de calcipotriol pomada

50µg/mg, duas vezes ao dia, por 4 semanas, em um dos lados do corpo. Feita a avaliação da eficácia e segurança do uso do

calcipotriol pomada na psoríase vulgar através do PASI e da análise global pelo paciente e pelo investigador, houve diferença

estatisticamente significativa para o grupo em uso do calcipotriol quanto ao PASI, tanto na avaliação de 2 semanas (19,8%, p<0,001,

NNT=5) como de 4 semanas (23,2%, p<0,001, NNT=5). Também houve melhora significativa na avaliação dos critérios clínicos

eritema, infiltração e descamação das lesões (P<0,001) tanto na segunda como na quarta semana. Um total de 22 pacientes

apresentaram um total de 24 eventos adversos, sendo a irritação na lesão ou perilesional o mais comum

22

(A)

.

Dez pacientes, com no mínimo 18 anos de idade, com psoríase crônica, em placa, simetricamente distribuídas, estáveis quanto à

extensão e gravidade, nas últimas duas semanas, foram incluídos no estudo. Os pacientes não estavam em uso de tratamento

sistêmico, intralesional ou radiação ultravioleta nos últimos 2 meses ou tratamento tópico, exceto emolientes, nas duas últimas

semanas antes do início do estudo foram excluídos. Os que estavam em uso de multivitamínicos em doses diárias recomendáveis

de calciferol (400 a 600 UI) foram permitidos continuar. A intervenção feito com uso de calcipotriol pomada, 50µg/mg

,

duas vezes ao

dia, a fim de avaliar a eficácia do calcipotriol em psoríase analisados pela superfície corporal comprometida e pelas características

clínicas de eritema, espessura da placa e descamação. Houve melhora significativa para o uso do calcipotriol quanto aos índices de

eritema, espessura da placa e descamação, tanto na quarta (p<0,05) como na oitava semana (p<0,01). Na avaliação global do

investigador todos os pacientes apresentaram melhora moderada (56%), acentuada (22%) ou clareamento (22%) (p<0,004)

23

(A)

.

Recomendações:

O uso dos análogos da Vitamina D, calcipotriol pomada 50 µg/g, calicpotriol 0,005% espuma e calcitriol 6 µg/g, no tratamento tópico

da psoríase em placa mostrou-se ser eficaz no período de 4 a 16 semanas, tanto para análise das características clínica de eritema,

descamação e espessura da placa, como na avaliação global pelo investigador ou pelo paciente. Essa classe de medicação

mostrou ser segura, visto que a maioria dos efeitos adversos são leves e relacionados às reações no local de aplicação como

eritema, prurido e queimação